segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

as lágrimas e o abraço

Há uma forma de amor que viaja com o "vento"nas brumas dos quasares

um amor pode viajar pelas profundezas do universo
só para dizer num olhar ou num verso(:)
"Eu te amo"

as moléculas do aroma do amor
estimulam as células
do nariz do amante
mesmo que o jardim
seja a metáfora mais distante

e a mente se embriaga
deixando louco o coração poético

e o amor quando enlouquece
atravessa desertos e oceanos

bastaria ao amor saber que
há corpos sutis na candura da irradiação
porque
afinal
Amanda não será Amanda
para me amar na próxima vida

nem serão os meus lábios
que vão beijar os seus

será a sincera delicadeza
a coerdeira de nossos atos

podem verter
muitas lágrimas
na hora do reencontro
os frágeis amantes




.

Nenhum comentário:

Postar um comentário