segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

não à sina


Ser poeta 
é ser triste
e melancólico
isto eu já 
não quero 

ser poeta
assemelha-se a uma gata
parida com vários filhotes
(famintos e chorões)

ai pai
afasta de mim esta
maternidade
vós bem sabeis
que os poemas
desidratam

ser poeta
é como amar
e não ser amado
o verso não está nem aí
se as palavras
machucam o coração
sincero

ser poeta é
obedecer a um
rei despótico
com relação às rimas
aos sonetos e acrósticos

é descer inevitavelmente
ao porão sem claridade
pra resgatar o não dito


um tal destino não seria maldito
se houvesse um corrimão
(mas não tem)

ser poeta é
saber que não dá
para agradar a todos
mesmo com a verdade



é persistir
nesta sina solitária
se se quer confortar a própria alma
ou enxugar as lágrimas de alguém





                               /////////////////////////












Nenhum comentário:

Postar um comentário