segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

NEVA


Neva
um rio
em pedra

e a mancheia
de neve
é como
o amor
distante 
que acende
no peito uma luz


atira a pedra
e quebra primeiro
a neve que oculta
o crevasse

se volta o
fluvioglacial
como os olhos
que choram


o sonho do amor
renasce
nas margens
como os
agapantos azuis


.





Nenhum comentário:

Postar um comentário