sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

o que eu tenho na cabeça

Eu sou a trufa
escondida sob o salgueiro
sob a aveleira
ou sob o carvalho

vivo no mato como um duende
porque eu e minha "mãe" somos UM
e também porque sou caçado
pelos porcos e cães
dos urbanos insaciáveis

trago na cabeça o
barrete frígio
vermelho da liberdade
e como o saci
sou insociável

não raro me confundem com um trasgo
porque sou
um artesão com a aparência
de um "sans-culotte"

já me chamaram de Robin Hood
mas eu não tenho pena
dos pobres
pobre ao meu ver
é todo aquele
que não possui criatividade

já me confundiram com cigano
mas me assemelho mais
a um gnomo
sedentário

um simples gorro
pode ser subversivo
agressivo
e irreverente

mas eu não uso gorro
literalmente
nem carapuça
nem preciso de cogumelos
cipós ou  ervas

quem lhe disse que pra sonhar
eu preciso "dar um trago"(?)

o que eu quero dizer
é que sou só um
pássaro com
um píleo
distinto  na cabeça
que pensa diferente
e que só quer voar



                                  //////////////////////////////

Nenhum comentário:

Postar um comentário