sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

poema frágil


Não se anela a primavera
como a um poema se espera
porque as flores virão
na devida estação

mas
e quanto aos versos amolados na pedra (?).

temo que sejam frágeis beija-flores


que rejeitam quireras





Nenhum comentário:

Postar um comentário