sexta-feira, 5 de maio de 2017

espaços imensos

(...)
cartas
à memória
reciclam
as cenas de uma
criança com
aura de raios de sol
nos cabelos

sonhos indiscriminados
arfam
alegrias
d' espaços
que eram
feixes de cores
imensas

é de vento
a matéria do tempo







/////////////////////////////////////////////////////////

Nenhum comentário:

Postar um comentário