quarta-feira, 3 de maio de 2017

uma vela


E vi que meu corpo
é uma vela acesa que derrete
ficando cada dia mais
disforme


isso não tem muita importância
pro dono da casa
conquanto ilumine

ilumine revelando os escorpiões
e outros seres venenosos

não há como separar
a luz de uma vela
da luz de outra vela
elas se fundem

é bom ter um par de velas
melhor ainda é ter um castiçal
mas quando os devotos
abarrotam o velário
de velas para dubitáveis promessas

elas se destroem numa orgia
e o local fica incendiado
com cera a exalar
fumaça negra e odor

o contrário disso
é a vela que não
sai da caixa
sempre nova e bonita
mas que nunca emitiu luz

eu devo ser
a vela do eremita
a vela única
numa casa que não é branca

vela que enfrenta grande treva
e precisa revelar mais perigos
do que na casa rica

sei como é breve
a minha vida
mas apagar-me
só iria decepcionar
o meu senhor






/////////////





//////////////////////////////


Nenhum comentário:

Postar um comentário