sexta-feira, 26 de maio de 2017

A dor real da busca


Quando o mar fica pequeno 
e converte-se num aquário
você me vê como um peixe
fora da água salgada

sufocado pela água suja
e desoxigenada da vida política
eu que sempre fora esporádico

Aristóteles disse que o homem é um ser social
Aristóteles foi o homem que mais
falou besteiras

Fundou praticamente a ciência
mas não conseguiu salvar o homem das trevas
porque a lógica não penetra 
no coração

E só no coração 
há o êxtase da
penetração dos mistérios

e quem é a ciência
diante dos mistérios
do universo(?)

Ó grão de areia!
Ó grão de areia!
Ó grão de areia!

é ela a que escreve e retifica
para depois repetir o processo

o homem fraco
junta-se a outros homens fracos
para se tornar forte

os homens vazios
salvam-se numa religião
ou num grupo qualquer

ali mutuamente se consolam
e de fato podem dominar o mundo
porque muitos braços
podem erguer um tronco
e várias cabeças
formam um computador

mas não devemos nos esquecer
que Aristóteles era 
apenas um
e influenciou toda a Humanidade
Platão igualmente era apenas um


o homem civilizado poderá 
ter todas as coisas ao seu alcance
e as terá
terá um skate voador para ir até o supermercado para 
comprar coisas inimagináveis(...)

mas as facilidades
o deixarão cada vez mais fraco
e este perderá sua espiritualidade
como já tem acontecido
o que automaticamente
invocará as trevas

pois a espiritualidade 
não é coletiva feito o pensamento lógico

a espiritualidade é um penetrar solitário dentro de si mesmo
nas entranhas mais trevosas 
dos mistérios

digo que o homem social do futuro 
é de todos
o mais fraco 
e frágil como um barquinho de papel
embora pareça perfeito

fará uso dos "aparelhos
de espantar vazio"
e "pílulas de suportação"

porque só se encontra a "pedra filosofal"
lançada no meio do lago
quando mergulhamos fundo
e os círculos concêntricos da superfície 
não nos afastam do objetivo

o homem do futuro
confiou no seu irmão
e por isso se especializou 
somente em determinado ofício 

mas o irmão não 
está moralmente preparado
para garantir aquilo que ele necessita

tal preparação só se consegue
na mais íntima individualidade
e por falta de individuação
não somos plenamente confiáveis
nem podemos confiar

além disso a sociedade não é uma só
e havendo outras sociedades
elas entram em conflito

e certamente uma atirará na outra
não um tomate maduro
mas uma ogiva atômica

a integridade começa 
com o amor  à Deus(Self)
ou o amor de um casal

e esta descoberta
se dá por eliminação
por intuição sabemos
o que o amor não é
(ele não é superficial)

quem não for capaz de amar 
um só como a coisa mais
importante da vida
jamais será confiável
para servir e amar à todos os seres






//////////////////////////////////





quarta-feira, 24 de maio de 2017

luz de vela


Fingir não sofrer

não leva ao não sofrer

eu sou humano

não sou um deus

sofro no corpo

embora me identifique
mais com o sono

quando vier o Ser

Ele próprio assumirá o trono
o trono que ocupo
sem o ferro do coração

meu coração ama mais o sono

do que a vida
não sei se o sono 
pertence mais à vida 
sei que quando morro eu durmo
quando vivo eu sonho
e quando durmo eu morro






///////////////////////////////////

a canção dos papiros


Trago no peito um vazio
que caberia todo o universo

mesmo se eu me tornasse
o mestre das flores
e cultivasse todas
as gérberas
genistras
gerânios 
ou alamandas do jardim

ainda assim meus dedos
molhados de orvalho
não agarrariam a rosa imarcescível

qual segredo compartilhado
o desejo ou fantasia
que me manteria suspenso no céu
como essas esferas que 
perenemente flutuam (?)

porque não há no mundo
um amor tão grande
que possa me
preencher

já busquei refúgio
na beleza da mulher
e nos salões da "nata"

já me refugiei
nos vales pertencentes
aos animais selvagens

já entrei nos suntuosos templos de Vrindavan
já me prostrei diante de homens
com vestes cor de abóbora

mas este peito continua vazio
na penumbra de um ocaso vermelho
e tudo que os seres valorizam
para mim não faz nenhum sentido

não consigo me dar aos ideais
não consigo defender causas inúteis
empunhar bandeiras
me sentar num bar e desaguar
(mil besteiras)

parece que alguém me disse
no sussurro do vento que agita
o caniço do papiro(:)
"não
não adianta vencerdes a guerra
isso não vos trará plenitude"

é neste instante que eu rasgo as minhas roupas
esfrego cinzas e argila no rosto
não por tradição
mas por desespero

(quase sempre os argueiros
acham que são planetas)

então se aproximam os "caçadores de tigre"
montado em seus elefantes
e dizem saber tudo sobre eles
querem me falar dos tigres
que mataram em suas caçadas

não amigo
se o próprio tigre
me contasse tudo de si
eu acreditaria


mas um caçador nunca
conhecerá a REALEZA
de um tigre
é a fera em sua solitude
quem conhece
sua alma obumbrada




/////////////////////////////////////////////


terça-feira, 23 de maio de 2017

mistérios

Dói saber que
nunca seremos
uma liga
metálica

digo isto
com base nos
elementos solitários
do orgulho
durante o erro
das simples calhas
do cômodo alquímico

um deles toma um gole
de água da chuva
como quem
desmaia

para tal
está aceite
que a vida é
um desaguadouro
(gárgula) de desilusões

e está aceite
que o gorgolejar da calha
é a voz da morte que destila

para o outro
nunca eu a vi
sob as palmeiras
da praça da liberdade
brilhando afagos de vida

não falarei
dos algos
que destroem
os sonhos
e aqui me
fizeram refém
do amor passivo
que inunda

porque eu sou a tromba
d'água cristalina da muralha
das negras pedras
ou o eco na curva
do retorno
pra casa

e mesmo
não desferindo-lhe
os botões de rosas
charcosos do orvalho
da matina

eu apelaria para a
renitência das
palavras dispostas
ao contrário
no espelho onde
valsam os salmões
pescadores de amoras

como o rito
ou a esclerose
com direito à"lei de Murphy"
do estadunidense

invoco pois
palavras
de sorte
se a alma lhe treme

a concretude da
paz cujo
sopro é o abraço
forte no vulto de sua imagem
encolhida de medo
e escolhida
a dedo
nesta vida

ah (!)
sempre hei de
lhe falar nestas cartas
sem selos de apostasias
dos frutos
da minha terra preta
e da neblina

neblina
que aqui sempre
sempre
está presente






/////////////////////////////////////////

Ícaros


Não haveria toques na carne
mais do que toques na alma

não haveria ruídos no sono
como o mundo em desencanto

não haveria surtos 
de horizontes
mais do que chamas solares
de sons em favos de calmas

não haveria a lembrança
dos bons tempos
caso do inferno
não desabrochassem
flores insólitas e até cogumelos

não haveria um amor delirante
mais do que essa poesia
dos instantes

não haveria como saber
se a voz era visionária
ou a tosse de um ufano

alguns poetas se pintam "Grays" eternos
outros morrem joviais e amputados
como "Rimbaud"

por outro lado
há também o poeta
que sem  raiz
voa alto (como o rei dos condoreiros)
mas que também clama
sobre os injustos
os raios de "Xangô"

eu penso  que sou
castrado dos sonhos
escravo da vida
e amante do Sol

posso amar a minha "Eugénia"
só que mui precocemente
terei as asas partidas
as penas derretidas 
num cálido crisol



segunda-feira, 22 de maio de 2017

madurez e paciência

Então
eu vivi
o meu primeiro dia
de velho

quando senti
que não mais
valia a pena
esbravejar
com as gerações

mas não me senti
um velho
e muito menos
um derrotado

só compreendi
o que é
"voltar a outra face"

coisa que mancebo
não faz ideia
do que possa ser

vi que ao invés
da agressão
é melhor pedir desculpas
e agradecer

sair dali
voltar pra casa
em paz
como ensina
o evangelho

então
eu vivi
o meu primeiro dia
de velho




NOTA:"O Evangelho propõe atitude nova, a fim de eliminar pela raiz o círculo infernal da violência: a resistência ao inimigo não deve ser feita com as mesmas armas usadas por ele, mas através de comportamento que o desarme."










/////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

"lectospirose"

Por que
pessoas agem como diabos(?)
Já cansei de me perguntar

já tentaram separar o joio do trigo
enviando ladrões para o novo mundo
mas os ladrões mataram os nativos
enriqueceram-se e se espalharam
mundo afora

já tentaram depurar as raças
mas foi um desastre
e uma vergonha 

esse histórico de conquistas
não permite que ninguém
fique desprotegido
desarmado

o mundo tornou-se
um barril de pólvora
cheio de ratos
que roubam

ratos brancos
que parecem bons
e ratos negros
que causam pavor

mas a verdade
é que só há ratos
por toda parte
grandes e pequenos

que boquejam entre si
urinam e que fogem pelas
garagens subterrâneas
dos palácios





/////////////////////////////////////////////////////////////////////




O Milagre


Todas as vestes
tinham o rosa
do salmão
e os campos
eram parques
repletos de puras e
luminosas almas

mas não eram monges
eram  pessoas
comuns que
tornaram-se perfeitas


e eram tantas
que o mundo
começou a
ficar bonito

instalou-se
grande harmonia
sobre a Terra

e finalmente
quando Cristo
retornou
apenas sorriu
e exclamou

"caracas" (!)
 perdi o
emprego
a humanidade
não precisa
mais ser salva